quinta-feira, 11 de julho de 2013

POLITICAS PÚBLICAS

                                
Muita gente tem duvidas a respeito do que seja políticas públicas, neste texto vamos tentar entender o que dizemos quando falamos em políticas públicas.

Toda política pública é uma forma de preservação e redistribuição do poder social, entenda-se poder social como a capacidade da sociedade participar das decisões políticas do seu município, estado ou país. Essa participação pode ser de forma direta ou por representação na forma de colegiados, a conseqüência dessa participação nas decisões é o benefício da sociedade no que diz respeito à promoção do bem estar coletivo.

Para exemplificar o que seria a participação da sociedade nas decisões políticas, um bom exemplo seria (se funcionasse), o orçamento participativo, que consiste em reuniões da sociedade em geral com o poder executivo a fim de decidirem onde e como aplicar os recursos captados pelo município, estado ou país, (poder social), a consequência desses debates seria as ações realizadas pelo executivo, promovendo assim o bem estar social (preservação e redistribuição do poder social). A participação representativa seria através de colegiados, onde o cidadão elege seu representante para que este defenda os seus interesses, como exemplo temos os parlamentares municipais, estaduais, federais e os senadores da república, analogamente seria como se você contratasse um advogado e lhe desse uma procuração para que ele o defenda em algum processo, só que outras pessoas também contratam pelo voto esse “advogado”, pessoas com os mesmos interesses em comum, que também lhe dão suas procurações, e assim milhares de pessoas elegem esse representante que passa a ser o representante de uma classe social, onde junto com outros, também eleitos por outras classes, se reúnem em busca de um senso comum no que diz respeito aos interesses de seus representados.

Toda política pública nasce do debate, nasce das disputas das classes articuladas através do discurso, surge do conflito entre os múltiplos interesses, e o resultado disso é um conjunto de ações que visam satisfazer todos os envolvidos. Teoricamente deveria funcionar satisfatoriamente, porém, esses representantes também são componentes de classes sociais, na maioria das vezes com interesses divergentes daqueles que representam, por isso, acabam legislando em causa própria visando seus objetivos pessoais, motivo pelo qual é tão importante pensarmos bem antes de escolhermos nossos representantes.


O que somos como sociedade é fruto de políticas públicas, e estas por sua vez são frutos de disputas políticas das classes sociais que debatem em busca do poder social, quanto mais articulada for a sociedade (classes), mais justa será a redistribuição desse poder social, e também dos recursos públicos que são propriedade de todo cidadão que contribui com seus impostos.

                                                                                  Roberto de Jesus



Como sempre peço, leiam meditem e comentem.


2 comentários:

  1. É uma pena que nem tudo funciona não é?
    Jackson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não como gostaríamos, porém nem tudo está perdido.

      Excluir

Deixe seu comentário, diga se gostou, se lhe foi útil ou em que posso melhorar.